terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O Mar


(936)
Põe-se o mar
longe, bem longe
a bravejar
e a sua fúria descarregar
nas suas ondas enfurecidas
admiradas e conhecidas.

Quando ele vem
perto da praia,
a sua bela namorada,
ele vem mansinho
devagarinho...
muito suave
vem se aproximando;
vem beijando
com muito carinho
e toda a areia
ele vem cobrindo.

Se você, cedo
bem cedinho
levantar-se e for correndo
pra junto ao mar
antes da aurora
vir a raiar
você vai ver
um espetáculo
maravilhoso
que é o mar
vindo tranquilo
e tão gostoso acariciar
a praia limpa e deserta
aproveitando para beijar
a areia e toda a terra.
Alina Castelo Branco 
(25/07/1976)

Nenhum comentário:

Postar um comentário