quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Toró

TORÓ
(234)


Caiu um toró na minha vida
uma chuva forte
um temporal
desceu uma avalanche
de muitas toneladas
que me derrubou
e me arrasou afinal.

Depois de tudo
já obrigada
debaixo de um teto
já protegida
e recuperada;
nesse abrigo
que há sete anos
dentro dele, vivo
para esperar
que esse toró
venha a passar
estou aguardando
pacientemente
estou lutando
com unhas e dentes.

A chuva foi grossa
muito mais grossa
do que eu a via;
quase acabou
com a minha fé
e minha alegria;
aqui estou eu
mais firme que nunca
e a minha fé
que enfraqueceu;
a minha alegria
que tinha sumido
com medo do tempo
que tinha virado
e se enfurecido;
essa fé cresceu
e triplicou
me ajudou a vencer
e nunca mais
nunca mais
alegria faltou.

Alina Castelo Branco
(29/10/1976)

Nenhum comentário:

Postar um comentário