segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Rede a Balançar

(416)
Longe, bem longe
entre o capinzal
uma casinha
com uma varanda
a rodear
toda branquinha
com muitas redes
a balançar
e a quietude
o ar tão puro
a envolver-me
dando a sensação
de tranquilidade
e bem-estar.

Uma casinha branca
bem pequenina
nos dias de folga
para repousar
 eu na rede
a balançar
olhando o céu
azul, sereno
vendo o mar
grande em frente
batendo as ondas
na areia quente;
daria tudo
para isolar-me
de vez em quando
e muito longe
numa casinha
toda branquinha
bem pequenina
poder deitar
e numa rede
bem balançar
minhas poesias
poder escrever
e imaginar.

Nem quero ver
e nem pensar
o que poderia
em versos cantar
estando em paz
comigo mesma
e com a natureza
toda envolvida
pela quietude
e sua beleza...
Alina Castelo Branco

(30/09/1976)

Nenhum comentário:

Postar um comentário