quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Noite da Paixão


(951)
Noite tão escura
dói a da paixão
pois a dor de Cristo
fez tremer o chão;
raios acenderam
e rasgaram os céus,
os trovões soaram
e apavoraram
todos os incréus;
e você ó Cristo,
todo dolorido
sangue a correr,
ia se ultimando
mesmo assim chorando,
ia perdoando
também nos amando;
e a humanidade
fraca e cruel
bebe até hoje
a taça do fel.
Noite tão escura
foi a da paixão
nem é bom lembrar...
dói o coração!
Alina Castelo Branco
(10/04/1977)

Tudo Passa


(958)
Tudo passa
nessa vida
não sou eu
que digo isso;
os que vieram
na minha frente
já passaram
já deixaram
de ser gente;
nossa passagem
veloz
o nosso rastro
saudoso
tão pequeno
e misterioso
deixa na alma
daqueles que ficam
uma saudade
infinda, calma
e dolorida
e como não sabemos
quando termina
nosso roteiro
e caminhada
pois essa terra
fértil e amada
vivamos com Cristo
todos os momentos
até mesmo o menor
dos nossos pensamentos.
Alina Castelo Branco 
(28/04/1977)

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Acróstico de Adriana


Amanhã é outro dia
Depressa o tempo passa
Repare bem no passado
Insiste em vencer a luta
Amplie seus objetivos
Não tema nada na vida
A vida tem seus motivos. 

Alina Castelo Branco
(03/12/1985)